ee

ee

segunda-feira, 19 de março de 2012

Estilo de pai democrático é o mais frequente, diz Daniel Sampaio

Apesar de entender que este é o estilo de pai mais frequente, o psiquiatra Daniel Sampaio nota que cada vez mais defendem o regresso ao estilo autoritário.

O psiquiatra Daniel Sampaio considera que existem três tipos essenciais de pais, sendo que o estilo do pai democrático é o mais frequente.

De acordo com este especialista, o pai democrático é aquele que «privilegia o diálogo e a negociação, ou seja, os país honram a opinião dos filhos e estão atentos às suas necessidades de acordo com a época da sua vida».

«Mas não têm receio em definir limites e fronteiras e em dizer que não em muitas situações», acrescentou Daniel Sampaio, que entende que este estilo contraste com o estilo autoritário, que «do passado, em que predomina o castigo físico».

Para Daniel Sampaio, neste estilo «há muito pouco atenção às necessidades das crianças e há uma exigência muito grande», um estilo que vai começando a renascer.

«Há uma voga que é preciso voltar aos castigos nas escolas e em casa, porque há um défice de autoridade dos pais atuais. Mas a autoridade não pode ser baseada na repressão e no castigo físico, porque as crianças e os adolescentes já não aceitam isso», lembrou.

Na opinião de Daniel Sampaio, «temos de recuperar uma autoridade que é baseada no diálogo e na negociação, mas também na definição de regras claras».

Um terceiro estilo é o permissivo, onde a «exigência é mínima, muitas vezes há um afeto exagerado e não há qualquer definição de regras, portanto as crianças podem fazer tudo».

«Com estudos longitudinais desde a infância, adolescência e idade adulta, a investigação tem demonstrado que os filhos que são educados no estilo democrático têm maior sucesso na sua autonomia», concluiu Daniel Sampaio.

in TSF - 19/03/2012

Sem comentários:

Enviar um comentário