ee

ee

quarta-feira, 21 de março de 2012

Cientista da Universidade de Coimbra descobre partícula mais leve de sempre

Um físico teórico da Universidade de Coimbra, Eef van Beveren, diz ter identificado o bosão mais leve de sempre, uma partícula subatómica que resulta das interações nucleares que, segundo o ivestigador holandês, terá implicações de longo alcance.

«Ninguém estava à espera de uma descoberta destas», diz Eef van Beveren citado pelo Público, descrevendo esta nova partícula E(38) como uma «bolha de sabão», que é 25 vezes mais leve do que um protão e três vezes mais leve que um pião (a mais leve partícula que participa nas interações nucleares).

«A descoberta da E(38) constitui uma surpresa completa para a comunidade científica, porque se trata de uma partícula muito especial e mais leve do que quaisquer outras partículas com (anti)quarks. Descobertas destas só há uma vez por século!», acrescenta o físico, considerando que esta descoberta terá implicações não apenas para física hadrónica (física das partículas que estuda as interacções fortes), mas também para física das altas energias e cosmologia.

O físico reconhece que é necessário realizar mais estudos para avaliar as propriedades e armazenamento do novo bosão, mas não hesita em anunciar a capacidade desta partícula, calculando que «um miligrama desta matéria dará para um megawatt durante um ano».

in A Bola - 21/03/2012

Sem comentários:

Enviar um comentário