ee

ee

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Universidade de Coimbra lança novo remédo

O primeiro medicamento radiofarmacêutico português, desenvolvido na Universidade de Coimbra, vai ser lançado esta sexta-feira. O evento conta com a presença dos ministro da Saúde, Paulo Macedo, e da educação, Nunca Crato, e o Secretário de Estado do Ensino Superior, João Queiró. A substância já recebeu autorização da Autoridade Nacional do Medicamento, Infarmed, para entrar no mercado. 

O FDG-UC (Fluodesoxiglucose[18F] UC) vai ser usado no estabelecimento do diagnóstico médico em oncologia. "Além de ser o primeiro medicamento desenvolvido numa universidade portuguesa, representará ganhos significativos para o Serviço Nacional de Saúde, considerando que atualmente toda a FDG [Fluodesoxiglucose] utilizada em Portugal é importada da Espanha», disse o vice-reitor para a área da investigação da Universidade de Coimbra, Amílcar Falcão, em comunicado.

Utilizada em tomografias, esta substância permite perceber, com rigor, a evolução da doença, auxiliando os médicos nas opções terapêuticas. De acordo com o responsável da Universidade de Coimbra, este é o primeiro de vários medicamentos que estão a ser desenvolvidos para entrarem posteriormente no mercado na área dos radiofármacos.

in DN - 30-01-2012

Sem comentários:

Enviar um comentário