ee

ee

sábado, 4 de fevereiro de 2012

Telma Monteiro consegue ouro em nove segundos

Nove segundos bastaram para Telma Monteiro conseguir a primeira medalha de ouro da sua carreira no Grand Slam de Paris, em -57 kg, ao vencer por ippon a campeã mundial, a japonesa Aiko Sato.

O combate estava no seu início e, no primeiro ataque realizado pela portuguesa, Telma Monteiro deixou Sato pregada com as "costas no tatami" do Pavilhão Paris-Bercy, tendo a judoca japonesa ficado surpreendida e a portuguesa iniciado de imediato os festejos, de braços no ar.

Foi grande a festa da judoca do Benfica, que, apesar das muitas medalhas em várias competições, nunca alcançara o lugar mais alto do pódio naquele que é um dos torneios mais prestigiados do circuito mundial de judo.
Telma Monteiro já subira três vezes ao pódio de Paris, com dois terceiros lugares (2008 e 2011) e um segundo (2007, ainda nos -52 kg), além de um quinto (2009), mas desta vez obteve o melhor resultado de sempre.
Frente a Sato, Telma Monteiro acabou de certa forma por repetir o que tinha feito em janeiro no Masters de Almaty, mas então ao derrotar a campeã mundial nas meias-finais, para depois perder com outra japonesa, a líder mundial Kaori Matsumoto.
Matsumoto foi, aliás, a grande ausente da categoria na competição, deixando caminho aberto para as suas seguidoras: Sato (segunda do Mundo) e Telma (terceira do Mundo e segunda no apuramento olímpico).
Em Paris, Telma teve um trajeto imaculado até ao final, ao vencer os três primeiros combates por ippon (pontuação máxima), com a espanhola Isabel Fernandez, a mongol Battugs Tumer-Od e a francesa Sarah Loko.
Na meia-final, a judoca do Benfica teve que levar o combate frente à norte-americana Marti Malloy até final dos cinco minutos, onde chegou à vitória com um yuko, confirmando o seu favoritismo.
As outras portuguesas em ação nos tatamis do Pavilhão Paris-Bercy estiveram aquém dos resultados da campeoníssima Telma Monteiro, com Leandra Freitas e Ana Hormigo, ambas nos -48 kg, e Joana Ramos, nos -57 kg, a perderem ao segundo combate.
Leandra Freitas começou por vencer a francesa Maryne Lebo (por yuko) e depois foi derrotada pela italiana Valentina Moscatt (waza-ari), enquanto Ana Hormigo começou igualmente por bater uma judoca da casa, Scarlett Gabrielle (ippon), e saiu de prova frente à brasileira Sarah Menezes (yuko).
A competição de Paris acabou por não trazer dividendos para a qualificação olímpica de Ana Hormigo, a melhor portuguesa nos Jogos de Pequim2008, ao cair frente à terceira do ranking e segunda na qualificação para Londres2012.
A derrota de Hormigo, que se encontra a três lugares do apuramento, aconteceu frente a uma das melhores judocas na categoria de -48 kg, com Menezes a chegar à final e a perder com a japonesa Tomoko Fukumi, segunda da hierarquia mundial.

Já Joana Ramos, nos -52 kg, ainda venceu a ucraniana Mariia Buiok (yuko), perdendo de seguida com a russa Natalia Kuziutina (waza-ari), uma judoca mais bem cotada do que a portuguesa na corrida olímpica.
Joana Ramos está na zona de qualificação, ocupando o 10.º lugar em 14 vagas, enquanto Kuziutina é oitava. A judoca lusa deverá, no entanto, baixar uma posição, devido ao terceiro lugar da cubana Bermoy Acosta.
Em masculinos, os portugueses Gonçalo Mansinho (-60 kg), Andrei Veste (-66 kg), Jorge Fernandes e Nuno Saraiva (-73 kg) não conseguiram ir além do primeiro combate que realizaram.

Mansinho perdeu com o francês Thomas Cadoux-Duc (yuko), Veste com o letão Demiss Kozlous (ippon), Fernandes com o russo Zelimkhan Ozdoev (ippon) e Saraiva com o também francês Gilles Bonhomme (waza-ari).
No domingo, competem Yahima Ramirez (a luso-cubana está a dois lugares da zona olímpica), nos -78 kg, e Diogo Lima, também na corrida a Londres, mas ainda fora dos lugares que garantem o apuramento, nos -81 kg.

in TSF - 04-02-2012

Sem comentários:

Enviar um comentário