ee

ee

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Português vence "Óscar" de melhor mágico inventor do mundo

Um inventor português venceu um "Óscar" da magia por ter criado um truque de mentalismo que seria vendido em exclusivo ao mágico David Copperfield e que hoje é exportado «um pouco por todo o mundo».


João Pedroso, com 29 anos, criou nos últimos cinco anos, juntamente com uma equipa de mais duas pessoas, cerca de 20 truques de magia (ou seja, os produtos para concretizá-los), que são «100 por cento exportados» para países como os Estados Unidos, França, Itália e Reino Unido.

Um destes truques, que consiste em dobrar uma moeda "através da mente", foi premiado com o Merlin Award de Melhor Mágico Inventor do Mundo, atribuído pela Sociedade Internacional de Mágicos.

«Esta ideia já vem de há uns oito anos. Era uma ideia que eu tinha desde miúdo, que seria fantástico se conseguíssemos tirar uma moeda de alguém, ou um objeto com o qual as pessoas estivessem familiarizadas, e conseguir dobrá-la», conta à agência Lusa João Pedroso.

Sem revelar o segredo da magia, adianta que o truque está numa tecnologia desenvolvida pela agência especial NASA: «Nós importamos o material em si, que permite que o objeto dobre».

Inicialmente, este truque foi concebido exclusivamente para o ilusionista norte-americano David Copperfield, mas a venda não se concretizou. «Ele estava bastante interessado na ideia, mas achámos que não devíamos aceitar a proposta que nos foi feita por uma questão de valor», recorda João Pedroso.

Felizmente, considera, o produto foi lançado para o mercado e «teve um "feedback" positivo». Hoje, o truque está esgotado.

«A nível internacional é um prémio que os críticos consideram que está para a magia como os Óscares estão para cinema e os Emmy para a televisão. Portanto, penso que tem algum relevo», afirma.

De início João Pedroso fazia espetáculos de magia, mas depois as «noites mal dormidas» e a exigência de ter de inventar novos produtos fizeram com que se focasse apenas na criação de truques.

«O que estou a fazer neste momento é o que me dá um enorme gosto, um enorme prazer. A magia não é sequer a minha forma de estar na vida, a magia é a minha vida. Portanto, estou essencialmente dedicado à produção, ao desenvolvimento, à criação de material para mágicos profissionais», confessa.

O gosto pela magia surgiu durante a adolescência, quando assistiu a um especial de David Copperfield a «fazer aqueles truques espetaculares», o que despertou a sua curiosidade.

«A partir daí comecei a interessar-me mais pelo mundo da magia, a tentar explorar e absorver o máximo de informação que conseguia. Adquiri uma caixa de magia, daqueles "kits" compostos por vários truques e foi a partir daí que a minha paixão começou a crescer», recorda.

A 8 de março, em Oeiras, João Pedroso recebe o seu primeiro prémio de magia reconhecido a nível internacional.


in TSF - 14/02/2012


Sem comentários:

Enviar um comentário