ee

ee

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Porto: Bairro dos Livros nasce sábado para dar mais vida à baixa

A ideia já tem 2 anos, mas só agora é que arranca de vez: este sábado, nasce o Bairro dos Livros, uma iniciativa que une os livreiros da baixa portuense. Juntos, querem promover o amor pela leitura e ajudar a animar o centro da cidade.

A partir de sábado, o Bairro dos Livros passa a acontecer ao segundo sábado de cada mês.
Na programação há música, poesia, actividades dedicadas aos mais pequenos e exibição de filmes, em parceria com o Cineclube do Porto. No segundo sábado de cada mês todos os livros contam com um desconto de 20% e as lojas aderentes vão estar abertas até às 20h.

“Primeiro, tínhamos o apoio da Câmara do Porto, mas esse apoio foi descontinuado e as coisas ficaram, portanto, em standby. Este novo arranque deu-se com a ajuda de uma empresa de comunicação e imagem, com chancela editorial, a Culture Print”, afirma Dina Silva, da livraria Poetria, na Rua das Oliveiras.
Querem-se cada vez mais livreiros
O projecto centra-se na zona de Mártires da Liberdade, Carlos Alberto, Cedofeita e área envolvente (é a zona do Porto com maior concentração de livrarias), mas o objectivo, diz Dina Silva, é “continuar a trabalhar para a aproximação e inclusão” dos restantes comerciantes de livros de toda a cidade.
“Tivemos muito pouco tempo e várias limitações a nível de local e datas”, afirma a livreira. “Esta primeira edição foi feita com bastante pressão, em praticamente 15 dias, mas tínhamos de arrancar e, por isso, até foi bom”.
A ideia fundamental é a “divulgação do livro e o ler, com prazer, livros todos os dias”. Desde miúdos a graúdos, estão todos convidados a fazer parte do Bairro dos Livros e aproveitar este “veículo de cultura”.
“Estamos, cada vez mais, a carecer de cultura para enfrentarmos os problemas que estão a surgir todos os dias”, afirma.
Dinamizar e fazer amizade
A dinamização do negócio também faz parte dos objectivos do Bairro dos Livros, que quer ”trazer mais pessoas às livrarias para que possam ter uma maior viabilidade”.
Depois da movida, dos hostels e dos restaurantes, também os livreiros querem fazer mais pela baixa do Porto e contribuir, em tempos de crise, para a sua animação.
Manuel Vieira, sócio da Livraria Vieira, na Rua das Oliveiras, salienta a importância da cooperação entre colegas de negócio. “Achamos simpática a ideia do Bairro dos Livros e, no fundo, esperamos que isto crie uma maior amizade entre os livreiros e fomente a cooperação entre todos”, afirma.
Livros “perigosos” para celebrar Abril
A primeira campanha do Bairro dos Livros acontece este mês e pretende celebrar a Revolução dos Cravos.
Durante esta campanha, todos os livros considerados “perigosos” vão manter o desconto de 20% durante todo o mês.
“Abril é o mês da liberdade e, embora muitos não se recordem, houve tempos em que alguns livros eram mesmo proibidos”, afirma Dina Silva.

in Porto24 - 11-04-2012




Sem comentários:

Enviar um comentário