ee

ee

domingo, 15 de abril de 2012

Investigadores portugueses descobriram um novo teste para diagnosticar a tuberculose


Dois investigadores portugueses descobriram um novo teste para diagnósticar a tuberculose, mais rápido e mais barato, uma descoberta que lhes valeu um prémio de mérito que será hoje entregue. 

Pedro Viana Baptista, do departamento de Ciências da Vida da Faculdade de Ciências e Tecnologia da NOVA, e Miguel Viveiros Bettencourt, do Instituto de Higiene e Medicina Tropical, descobriram um sistema inovador para detetar o agente etiológico da tuberculose e as mutações mais frequentemente implicadas na resistência a antibióticos.

No estudo premiado, intitulado "Nano TB Nanodiagnostics for XDRT at a point-of-need", utiliza-se um sistema de nanotecnologia para fazer um diagnóstico molecular e identificar a presença, ou não, do organismo e se tem padrão de resistência.

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde, a tuberculose persiste como uma das mais sérias doenças infeciosas a nível global, com cerca de 1,1 milhões de mortes e 8,8 milhões de novos casos em 2010.
A cerimónia de entrega do Prémio conta com a presença de Jorge Sampaio, enviado do secretário-geral das Nações Unidas para a tuberculose, e do diretor-geral da Saúde, Francisco George.

in DN - 13/04/2012




Sem comentários:

Enviar um comentário