ee

ee

segunda-feira, 28 de abril de 2014

Portugueses conquistam prémio internacional de Design


A peça "Path of Light DVD Box” conquistou o júri do A' Design Award and Competitions. Peça de Francisco Elias e Nelson Fernandes já está à venda online

É uma peça de design que contém uma curta de animação ou uma curta de animação envolvida por uma peça de design. A criação portuguesa “Path of Light DVD Box” conquistou o júri do A' Design Award and Competitions, uma competição anual que premeia os melhores projectos na área do design a nível mundial.

O prémio máximo do concurso (Platina na categoria “packaging”) foi entregue ao designer Francisco Elias e ao artista Nelson Fernandes, que durante um ano desenvolveram o produto, sem qualquer ajuda financeira.

O mote foi dado por Nelson Fernandes (aka Zina Caramelo), que depois de nove meses a desenvolver a curta de animação “Paths of Light” desafiou Francisco Elias a desenvolver uma caixa para o DVD. “A grande premissa passou por criar uma embalagem que não tivesse somente a função de proteger e transportar, mas que atribuísse principalmente valor estético e comercial à peça”, contou o designer ao P3, numa entrevista concedida por email.

A primeira edição, desenvolvida “sem patrocínios ou apoio de produtoras”, conta com apenas 100 exemplares, disponíveis para venda online (através do email sales@nelson-zina.com), por 39 euros. “Este número relaciona-se ainda assim com a crise ideológica e financeira em que se encontra Portugal: produzir de forma massificada e independente na área das artes e da cultura não é de todo viável actualmente”, justificou Francisco Elias.

Uma curta para celebrar a vida
A curta — que usa técnica de “stop motion” e tem a duração de quatro minutos e 20 segundos — conta com a participação especial do compositor chileno Pablo Rios e da Orquestra Sinfónica de Kiev. Sem “uma interpretação unânime ou consensual”, a criação de Nelson Fernandes pode ser “entendida como um apocalipse invertido, como uma espécie de hino ou triunfo da vida”.

A construção da caixa envolveu um processo mecânico e um manual: “O primeiro processo consiste na impressão e corte a laser para obter seis partes que, com o segundo processo (colagem, secagem e polimento), constituem a peça final.”

A madeira foi o material escolhido por associar várias características que a dupla portuguesa queria ter na caixa: resistência e leveza, complexidade e simplicidade. “É ainda uma fonte de energia, de fogo, de luz — "Paths of Light"”, acrescentou Francisco Elias.

O prémio internacional oferece à peça portuguesa “Path of Light DVD Box” uma “campanha promocional”, a tradução da curta de animação “para mais de 20 línguas” e a participação numa exposição colectiva em Broletto di Como, em Itália.

A visibilidade conseguida com o prémio — que já valeu alguns elogios em blogues e revistas de design internacionais — é sobretudo uma forma de tornar possível o investimento em novos trabalhos. Mas há uma ressalva que a dupla faz questão de fazer: “Este esforço em nada pode ser confundido com empreendedorismo. Este termo é muito usado pelos nossos políticos de forma a delegar as suas incompetências nos demais. Trabalhámos nestes moldes de forma a satisfazer as nossas necessidades, tão simples como a vontade de querer fazer algo novo e inspirador.”

in Público - 28/04/2014

Sem comentários:

Enviar um comentário